A Romaria de Trindade

em

|

views

e

comentários

A Romaria de Trindade, a fé e o carro de bois

Sabe-se que o carro de bois (ou carro de boi) é um dos mais primitivos e simples meios de transporte conhecidos, que teve o seu apogeu nos primeiros séculos da colonização do Brasil. E em que pese a evolução dos tempos, ainda permanece em uso nos meios rurais: no transporte de cargas (produtos agrícolas) e de pessoas.

Muito utilizado também nas romarias, no transporte dos devotos que se deslocam em viagens longas, notadamente em cumprimento de alguma promessa. Cite-se como exemplo a Romaria ao Santuário Basílica do Divino Pai Eterno de Trindade-GO.

Sabe-se que romaria é uma atividade religiosa de peregrinação, mais propriamente uma manifestação popular ligada à relação entre o devoto e o santo de sua devoção. Caracteriza-se por viagens individuais ou grupais a lugares sagrados.

No caso específico da Romaria de Trindade, trata-se de entrega, devoção e fé, professadas por famílias inteiras, notadamente oriundas do meio rural, que se deslocam de suas casas e viajam dias e dias para cumprir o seu compromisso religioso com o Divino Pai Eterno. Isso faz com que os festejos, que são realizados no primeiro domingo de julho de cada ano se transformem na maior festa dedicada à Santíssima Trindade, no mundo, transformando Trindade em Capital da Fé de Goiás, um lugar único e sagrado, cheio de esperanças, de bênçãos e de graças derramadas pelos Céus.

Sabe-se que tudo começou por volta do ano de 1840, por ocasião da descoberta de um medalhão de barro encontrado por um humilde trabalhador da região de Barro Preto, hoje Trindade. Ocorreu que, durante o trabalho no campo, a enxada de Constantino acertou um medalhão de barro, de aproximadamente 8 centímetros, onde estava representada a Santíssima Trindade, coroando a Virgem Maria. Cheios de fé e acreditando que aquele era um sinal divino, Constantino Xavier e sua esposa Ana Rosa beijaram o objeto e o levaram para casa. Imediatamente o casal narrou o fato a familiares e vizinhos. A partir daí todos passaram a se reunir para rezar o terço, especialmente durante os finais de semana. E assim começou a devoção ao Divino Pai Eterno, vivida hoje por milhões de fiéis em todo o mundo.

Outro fato marcante foi que, em 1842, dois anos após o encontro do Medalhão e o início das reuniões de oração em sua casa, Constantino empreendeu viagem até a cidade de Pirenópolis-GO, a mais de 120 km de distância de Trindade, com a finalidade de encomendar uma réplica, em tamanho maior do que a figura estampada no medalhão encontrado. Para isso, procurou o artista plástico goiano Veiga Valle, que o aconselhou a fazer uma réplica em tamanho maior, de aproximadamente 30 centímetros, esculpida em madeira. Como não tinha dinheiro para pagar pela maravilhosa obra, Constantino deixou o próprio cavalo em troca da Imagem e voltou a pé para Trindade, ao que foi recebido em festa por todos. Naquele momento, surgia também o motivo da peregrinação anual ao Santuário. E por conta dos numerosos prodígios, graças e milagres, outros fiéis começaram a chegar de vários lugares, a pé, a cavalo ou carro de bois, para solicitar as bênçãos do Pai Eterno.

Basílica do Divino Pai Eterno

A Basílica do Divino Pai Eterno éa única em todo o Centro-Oeste brasileiro, tendo recebido do Vaticano, no ano de 2006, o título de “Sacrossanta Basílica do Divino Pai Eterno”. Trata-se da única basílica no mundo dedicada especificamente a Deus-Pai da Santíssima Trindade.

Na Praça do Santuário são realizadas grandes celebrações da Romaria do Divino Pai Eterno, congregando uma multidão de fiéis. No morro do Santuário ficam a Sala dos Milagres, que expõe grande acervo de objetos doados por fiéis, representando graças divinas que creem ter obtido, e a Gruta de Nossa Senhora de Lourdes.

Como reconhecimento cultural, o atual Plano Diretor de Trindade (Lei complementar municipal nº 8/2008, art. 202) confere à Basílica o status de “Unidade Especial de Interesse Cultural”.

Fica aqui o convite para uma proveitosa visita à cidade de Trindade, ao Santuário Basílica do Divino Pai Eterno e tudo mais que os locais santos podem oferecer, especialmente por ocasião agora das tradicionalíssimas Romarias e Festas, no primeiro domingo de julho, acontecimento espiritual que se repete todos os anos por ação conjunta dos devotos.

E que o Divino Pai Eterno os acompanhe e os proteja sempre!…

Elson Oliveira
Elson Gonçalves de Oliveira foi professor de Língua Portuguesa, é advogado militante e escritor, com vários livros publicados.
Compartilhe
Tags

Mais Lidas

Mutirama amplia horário de funcionamento durante férias escolares

Devido a alta procura no mês de julho, parque está aberto a visitação de quarta-feira a domingo, das 10h às 16h O Mutirama ampliou o...

Aparecida atende mais de 600 crianças na Colônia de Férias 2024

Programação desta e da próxima semana inclui gincanas, brincadeiras, jogos de futebol e piscina para as crianças e adolescentes referenciadas nos CRAS do município A...

Abertas as inscrições para o concurso da Polícia Penal de Goiás

Certame oferece 1,6 mil vagas, com salário inicial de R$ 5,9 mil; seleção exige diploma de nível superior Estão abertas, a partir desta terça-feira (16/7),...

Recentes

Relacionados