Caiado, Daniel Vilela, Vanderlan, Adriana Accorsi e Ana Paula Rezende: e agora?

em

|

views

e

comentários

O senador Vanderlan Cardoso (PSD) faz articulação estratégica para amarrar a sua candidatura a prefeito de Goiânia oferecendo a vice ao MDB, mas sem fazer o gesto necessário a quem hoje tem grande influência no MDB: o governador Ronaldo Caiado (União Brasil).

Ilusão imaginar que o vice-governador e presidente emedebista, Daniel Vilela, vai fazer algo sem antes ajustar com Caiado. O governador já disse que renunciará em abril de 2026, está em uma cruzada para ser candidato a presidente, e o mais estratégico para os dois é amarrar juntos as decisões mais estratégicas para estas eleições.

Vanderlan não terá o MDB sem que se entenda com Caiado, simples assim. Possível o entendimento? Quase impossível. Estão em pauta jogos políticos, mas também vaidades. Seria preciso superar isso. Quase não é impossível, entretanto. E Vanderlan terá que agir logo.

Caiado retorna de Israel com disposição de decidir quem será o candidato de sua base ao governo. Jânio Darrot está em ação, porém não empolgou. Ana Paula Rezende foi chamada de volta à disputa e há expectativa de que diga sim, o que mudaria o tabuleiro.

Nesse ambiente, Vanderlan consegue convencer Caiado e Daniel a desistirem de lançar um nome e apoiá-lo? Há confiança suficiente de que Vanderlan, eleito prefeito, não será candidato a governador em seguida, ou apoiará com convicção e vontade Daniel para uma eventual reeleição, no que seria um acordo costurado para justificar a aliança agora?

Pesa contra Vanderlan a desconfiança política de que não cumpre trato, o que ele nega. Reservadamente o que ele argumenta é outra coisa: ele cumpriu; quem não cumpriu foi Caiado, que teria acertado com ele a decisão de veto a eventual vice em sua chapa.

Vanderlan, neste caso, terá de levar em conta uma regra muito repetida por um de seus principais estrategistas: quer ter razão ou ganhar a eleição? Se decidir ter razão, aí que a aliança com Caiado não sairá mesmo, uma vez que a Caiado, se é que de fato topa ainda apoiá-lo, só interessa o gesto da desculpa pública por questões pessoais entre ambos.

O mais curioso nessa história é perceber o papel que o PT aceita calado. Adriana Accorsi, a pré-candidata petista, ofereceu abertamente a Vanderlan um acordo para ele não ser candidato agora. Extra-oficialmente essa negociação envolveria até um ministério no governo Lula (o que é dito mas não é comprovado).

No mínimo, o PT daria a vice na Capital a Vanderlan, apoio à pré-candidatura a prefeita da esposa de Vanderlan em Senador Canedo, Izaura Cardoso, e, cereja do bolo, apoio de Lula em 2026 para o hoje senador ser candidato a governador. Quer mais?

E vejam só. Vanderlan esnoba a proposta do PT e busca conforto no MDB, que tem a maior estrutura partidária em Goiânia, e não dará um passo a seu favor sem concordância de Caiado, com quem não se entende e cujo partido abriga atualmente o prefeito de Senador Canedo, Fernando Pellozo, com quem Vanderlan rompeu e contra quem está lançando sua esposa apesar de ser ele próprio candidato na vizinha Capital.

O fator Ana Paula Rezende será importante em tudo. Vanderlan sonha com ela na vice, uma emedebista com história, filha do casal Iris. Caiado também a quer, mas a candidata. Ana Paula volta a ter seu nome no jogo não é à toa. E sua nova decisão, se será ou não candidata, e a que cargo, ditará o rumo das eleições em Goiânia.

Ana Paula vice, candidata a prefeita ou fora definitivamente do jogo? Essa a pergunta da vez para Vanderlan, Caiado e Daniel, e para Adriana Accorsi. Com ela, uma coisa, sem ela, outra história.

*Texto publicado pelo Diário de Goiás

Vassil Oliveira
Jornalista. Escritor. Consultor político e de comunicação. Foi diretor de Redação na Tribuna do Planalto, editor de política em O Popular, apresentador e comentarista na Rádio Sagres 730 e presidente da agência Brasil Central (ABC), do governo de Goiás. Comandou a Comunicação Pública de Goiânia (GO) e de Campo Grande (MS).
Compartilhe
Tags

Mais Lidas

Prefeito Vilmar reúne pré-candidatos de 15 partidos aliados à Câmara nesta terça, 28

O prefeito de Aparecida, Vilmar Mariano (UB), reúne nesta terça-feira, 28, a partir das 18 horas, na Atlanta Music Hall, pré-candidatos e candidatas à...

Deputada Delegada Adriana Accorsi destina R$ 5 milhões 480 mil para Aparecida de Goiânia

A deputada federal delegada Adriana Accorsi destinou R$ 5 milhões 480 mil para a Prefeitura de Aparecida de Goiânia. Os recursos foram entregues nesta...

Estudantes de Goiás vão à final de concurso internacional de programação, no Cazaquistão

Equipe formada por alunos da UFG recebeu apoio financeiro do Governo de Goiás, por meio da Fapeg Estudantes do Instituto de Informática da Universidade Federal...

Recentes

Relacionados