Caiado joga duro em Goiás pra continuar no jogo nacional

em

|

views

e

comentários

O final do discurso do governador Ronaldo Caiado (União Brasil) proferido na quinta, 15, durante o retorno dos trabalhos na Assembleia Legislativa foi uma ênfase a um ponto crucial na vida humana e, naturalmente, dos políticos: a vaidade. Palavras dele: todo dia, quando acorda e antes de rezar, pisa na vaidade. A vaidade destrói corações, ambições e reputações, pode-se resumir.

O contexto diz tudo. Naquele momento, estava em curso uma espécie de combinado de pacificação na sua base, com o segundo recuo do presidente da Casa, Bruno Peixoto (UB), de sua pré-candidatura a prefeito de Goiânia, tocada com virulência e fogo amigo, e principalmente, contra a vontade do Caiado.

Ao puxar sua base à realidade – o que incluiu mensagem a Jânio Darrot de que poderá ficar fora da disputa, depois de ser trazido ao jogo pelo próprio -, o governador cortou uma inflamação que crescia e poderia prejudicar fatalmente seu projeto de candidatura à Presidência.

Juízo e caldo de galinha, nessas horas, faz bem a todos. Como faz sentido a frase “vingança é um prato que se come frio”. A vitória imediata é do governador, com meia vitória podendo ser creditada a Bruno Peixoto, que apesar do bis no anúncio de retirada do jogo, continua, visto que, na prática, nada está resolvido entre os governistas e tudo ser, enfim, possível.

Caiado mostra-se um jogador de xadrez, sem paixões na hora da mexida nas peças. Depois é depois, como se diz simulando-se alta sabedoria. Quer dizer: o que ele vai fazer depois de ter conseguido o que queria e precisava, aí é outra história. Não há que se ter coração de freira nessas horas em que a vida, o futuro político, está em jogo. O negócio é foco no resultado e bola pra frente.

Fato: o tabuleiro está armado e Caiado está jogando pra ganhar em Goiânia e, o direito de ser candidato a presidente. E nem vem ao caso discutir agora se vai ou não conseguir. Depois não é depois? Agora é sai de baixo.

*Texto publicado pela Tribuna do Planalto

Vassil Oliveira
Jornalista. Escritor. Consultor político e de comunicação. Foi diretor de Redação na Tribuna do Planalto, editor de política em O Popular, apresentador e comentarista na Rádio Sagres 730 e presidente da agência Brasil Central (ABC), do governo de Goiás. Comandou a Comunicação Pública de Goiânia (GO) e de Campo Grande (MS).
Compartilhe
Tags

Mais Lidas

Prefeito Vilmar reúne pré-candidatos de 15 partidos aliados à Câmara nesta terça, 28

O prefeito de Aparecida, Vilmar Mariano (UB), reúne nesta terça-feira, 28, a partir das 18 horas, na Atlanta Music Hall, pré-candidatos e candidatas à...

Deputada Delegada Adriana Accorsi destina R$ 5 milhões 480 mil para Aparecida de Goiânia

A deputada federal delegada Adriana Accorsi destinou R$ 5 milhões 480 mil para a Prefeitura de Aparecida de Goiânia. Os recursos foram entregues nesta...

Estudantes de Goiás vão à final de concurso internacional de programação, no Cazaquistão

Equipe formada por alunos da UFG recebeu apoio financeiro do Governo de Goiás, por meio da Fapeg Estudantes do Instituto de Informática da Universidade Federal...

Recentes

Relacionados