Começa nesta quinta-feira, a 3ª Edição do Goyazes Festival de Fotografia

em

|

views

e

comentários

Evento é realizado na Vila Cultural Cora Coralina até 8 de setembro de 2024, das 9h às 17h, de segunda a domingo

Começou nesta quinta-feira, 11, a realização da 3ª edição do Goyazes Festival de Fotografia, na Vila Cultural Cora Coralina, em Goiânia. Organizado pela WA Imagem, Fotografia e Produção Cultural, o festival, que já teve edições em 2017 e 2022, tem como objetivo democratizar a arte fotográfica em Goiás, posicionando o estado como um centro de reflexão crítica e formativa sobre fotografia.

O coordenador do projeto, Wagner Araújo, destaca que este ano o festival conta com quatro exposições, disponíveis para visitação até 8 de setembro de 2024, de segunda a domingo. As exposições são: “Imagens Resolutivas”, “Margens Indomáveis” e “Kim-Ir-Sen: o que o coração vê” e “Prêmio Goyazes Estadual”, que exibirá os trabalhos dos vencedores da premiação.

Segundo Wagner, o Goyazes Festival promove um diálogo com outros festivais do país, destacando a parceria com o FIF – Festival Internacional de Fotografia de Belo Horizonte. “A exposição ‘Imagens Resolutivas’, com curadoria de Bruno Vilela e Guilherme Cunha, apresenta obras de artistas de diferentes contextos e países, explorando a fotografia como elemento do discurso poético”, afirmou.

Já a exposição “Margens Indomáveis”, organizada por Eugênio Sávio, João Castilho e Pedro David, conforme explica o coordenador, mostra o resultado de viagens pelas regiões Centro-Oeste, Norte e Sul do Brasil, realizadas entre 2018 e 2020, em busca da produção fotográfica dessas áreas.

“Com curadoria de Milton Guran, a exposição ‘Kim-Ir-Sem: o que o coração vê” apresenta uma síntese da vasta obra do renomado fotógrafo documentarista, com mais de 50 anos, abordando a brasilidade através dos povos originários e contrastando o Brasil profundo com a modernidade urbana”, explica Wagner.

Além das exposições, a programação inclui palestras, oficinas, mesas redondas, leituras de portfólio, lançamentos e intercâmbio de livros, print’s fine art. Convidados renomados no cenário fotográfico brasileiro, como Juan Esteves, Miguel Chikaoka e Milton Guran, enriquecem o evento, além dos professores das universidades locais, Guilherme Guishoni e Samuel de Jesus.

O festival também tem o objetivo de promover a inclusão de idosos e crianças através de visitas mediadas e oficinas específicas. Destaque para a oficina ministrada pela professora Déborah Borges para a Universidade Aberta à Terceira Idade – UNATI, e outra destinada às crianças, coordenada pela professora Júlia Mariano.

Acessibilidade é uma prioridade, com elevador para cadeirantes e QR Codes com audiodescrição das exposições, garantindo a participação de pessoas com deficiência. “Reafirmamos Goiás no cenário nacional da arte fotográfica, promovendo o acesso à produção nacional e estadual e contribuindo para a formação de um pensamento crítico sobre o mundo contemporâneo”, finalizou Wagner Araújo.

Compartilhe
Tags

Mais Lidas

Mutirama amplia horário de funcionamento durante férias escolares

Devido a alta procura no mês de julho, parque está aberto a visitação de quarta-feira a domingo, das 10h às 16h O Mutirama ampliou o...

Aparecida atende mais de 600 crianças na Colônia de Férias 2024

Programação desta e da próxima semana inclui gincanas, brincadeiras, jogos de futebol e piscina para as crianças e adolescentes referenciadas nos CRAS do município A...

Abertas as inscrições para o concurso da Polícia Penal de Goiás

Certame oferece 1,6 mil vagas, com salário inicial de R$ 5,9 mil; seleção exige diploma de nível superior Estão abertas, a partir desta terça-feira (16/7),...

Recentes

Relacionados