spot_img

Dever de ofício

em

|

views

e

comentários

Não deveríamos nos importar com o que as pessoas pensam de nós. Mas nos importamos. Não deveríamos nos abater com o que dizem da gente. Mas nos abatemos. Não deveríamos temer o sofrimento quando os outros nos desejam o que não nos faz bem. Não deveríamos. Mas não é assim que funciona a vida. Somos os outros. Não somos o que somos tão somente.

Há uma persuasão do destino em alguns de nós para que sustentemos o mundo nos ombros. O mundo é maior que eu e os meus malabarismos. Mal me sustento. Bem me equilibro. O que ouvimos nos atinge com a força de um canhão. O que define tudo é a superficie. Sou eu. O que importa é a resistência do corpo ante o impacto arrasador que vem com destino certo. O que nos faz incertos.

As pessoas preferem suas opiniões à indefinição que carregamos. Escolhem o ataque sorrateiro, em vez do questionamento simples e direto: afinal, a que veio? Pouco importa se não temos respostas sobe nós, se o que levamos na alma são perguntas infinitas indissociáveis. Nada importa além da própria ânsia de nos destruir com seus apontamentos.

Pior fazemos no papel desse outro cruel por natureza. Nos comemos crus ante o que não deveríamos, diante do que haveríamos de se não fosse a ingenuidade, na melhor visão de nós mesmos, ou a covardia, na realidade. Não deveríamos nos deixar ser o que de fato não somos, para morrer sendo o que imaginam ser o nosso mal estar na vida. Matemos os outros, salvemos o nosso féretro e o fim que nos cabe vencer.

Não deveríamos nos ater ao fluxo da vida. Mas a ter fluxos de vida sem definição e sem limite de interpretação.

*Texto publicado pela Tribuna do Planalto

Vassil Oliveira
Jornalista. Escritor. Consultor político e de comunicação. Foi diretor de Redação na Tribuna do Planalto, editor de política em O Popular, apresentador e comentarista na Rádio Sagres 730 e presidente da agência Brasil Central (ABC), do governo de Goiás. Comandou a Comunicação Pública de Goiânia (GO) e de Campo Grande (MS).
Compartilhe
Tags

Mais Lidas

Central de Finanças tira dúvidas de contribuintes no 5º Mutirão de Goiânia em 2024

Entre serviços oferecidos pela Secretaria Municipal de Finanças aos moradores da Região Noroeste estão atualização cadastral, emissão de boletos, verificação de processos e outros...

Negocie Já: Governo de Goiás renegocia R$ 1,5 bilhão em dois meses

Balanço parcial aponta participação de 80 mil contribuintes; prazo de adesão termina em 29 de julho O programa de regularização de débitos de ICMS, IPVA...

O que diz o amor

Nenhuma discussão de amor esgota o assunto. Sempre haverá o que faltou dizer ou o que foi dito a mais. Uma ponta de desentendimento...

Recentes

Relacionados