Eleição para escolha de Conselheiros Tutelares

em

|

views

e

comentários

Estão marcadas para o próximo domingo, dia 01 de outubro, as eleições para a escolha dos conselheiros e conselheiras tutelares que comporão o Conselho Tutelar de seu bairro ou sua cidade.

É salutar que a sociedade se conscientize da importância desse acontecimento e se coloque na disposição de colaborar com imparcialidade e presteza, encaminhando-se voluntária e livremente até um dos locais de votação designados em sua cidade.

As perguntas que muita gente faz é em quem votar; qual o perfil do candidato merecedor do seu voto; e quais os verdadeiros objetivos do Conselho Tutelar, assim como a função exercida por um conselheiro tutelar. Em síntese, para que serve o Conselho Tutelar?

A título de esclarecimento, tem-se que são várias as atribuições do Conselho Tutelar, asseguradas pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Dentre as principais estão o atendimento às crianças (de zero a 12 anos incompletos) e aos adolescentes (de 12 anos completos até 18 incompletos); acompanhamento e aconselhamento aos pais ou responsáveis; encaminhamento ao Ministério Público de notícia de fato que constitua infração administrativa ou penal contra os direitos das crianças e dos adolescentes.

Cabe ainda ao Conselho Tutelar assessorar o Poder Executivo local na elaboração da proposta orçamentária para planos e programas de atendimento dos direitos da criança e do adolescente.

Mais ainda, se no exercício de suas atribuições o Conselho Tutelar entender necessário o afastamento da criança ou adolescente do convívio familiar, comunicará incontinenti o fato ao Ministério Público, prestando-lhe informações sobre os motivos de tal entendimento e as providências tomadas para a orientação, o apoio e a promoção social da família.

No mais, o Conselho Tutelar é um órgão criado por lei e, quando efetivamente implantado, passa a integrar o quadro das instituições municipais, como encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente.

Significa isto dizer que o Conselho Tutelar é um órgão defensor e colaborador da família na formação de seus filhos, a fim de que a prole se constitua de cidadãos do bem, úteis à sociedade e ao país.

Diz-se mais que, nesse contexto, a sociedade é responsável pelo Conselho Tutelar que tem em seu bairro ou sua cidade. Se ele não tem uma atuação satisfatória, cabe a cada um dos cidadãos indagar, por questão de consciência, se participou da sua composição, ou seja, se votou na última eleição e se diligenciou no sentido de escolher um bom candidato.

Dito isto, fica o convite: Vamos todos nós votar de forma consciente na eleição do próximo domingo, para escolher o(a) melhor conselheiro(a) tutelar, aquele(a) que ajudará as famílias a criar bem os seus filhos, desviando-os do precipício do mal e encaminhando-os para a estrada do bem? Acaso não é isso que todos nós, pessoas de bem, almejamos?

*Texto publicado pelo Diário de Goiás

Elson Oliveira
Elson Gonçalves de Oliveira foi professor de Língua Portuguesa, é advogado militante e escritor, com vários livros publicados.
Compartilhe
Tags

Mais Lidas

Prefeito Vilmar reúne pré-candidatos de 15 partidos aliados à Câmara nesta terça, 28

O prefeito de Aparecida, Vilmar Mariano (UB), reúne nesta terça-feira, 28, a partir das 18 horas, na Atlanta Music Hall, pré-candidatos e candidatas à...

Deputada Delegada Adriana Accorsi destina R$ 5 milhões 480 mil para Aparecida de Goiânia

A deputada federal delegada Adriana Accorsi destinou R$ 5 milhões 480 mil para a Prefeitura de Aparecida de Goiânia. Os recursos foram entregues nesta...

Estudantes de Goiás vão à final de concurso internacional de programação, no Cazaquistão

Equipe formada por alunos da UFG recebeu apoio financeiro do Governo de Goiás, por meio da Fapeg Estudantes do Instituto de Informática da Universidade Federal...

Recentes

Relacionados