spot_img

Estudantes de Goiás vão à final de concurso internacional de programação, no Cazaquistão

em

|

views

e

comentários

Equipe formada por alunos da UFG recebeu apoio financeiro do Governo de Goiás, por meio da Fapeg

Estudantes do Instituto de Informática da Universidade Federal de Goiás (UFG) foram classificados para a fase final do Concurso Internacional de Programação Universitária, que será realizada de 15 a 20 de setembro em Astana, no Cazaquistão. A equipe “Monkeys: Karasuno”, formada pelos estudantes Nelsi de Sousa Barbosa Junior, Dayllon Xavier e Gustavo Machado, recebeu apoio financeiro do Governo de Goiás, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg), para participar do evento.

O concurso (International Collegiate Programming Contest, em inglês) é a competição mais prestigiada de programação algorítmica do mundo, destinada a estudantes universitários. Os goianos garantiram a classificação ao terminar na 10ª posição na etapa continental da América Latina, realizada na Universidade Jesuíta de Guadalajara, no México. O patrocínio é resultado de um convênio com a UFG que vai investir R$ 200 mil, até 2026, em pesquisa, desenvolvimento e inovação.

O presidente da Fapeg, Marcos Arriel, comemorou a conquista e destacou que o Estado tem o compromisso de proporcionar oportunidades para que os jovens possam brilhar em competições internacionais como esta. “A classificação da equipe para a final mundial é um grande orgulho para Goiás e demonstra a excelência dos nossos estudantes e instituições. O apoio financeiro do Governo de Goiás, por meio da Fapeg, contribuiu para que esses talentos pudessem se preparar adequadamente e competir em um nível tão alto”, afirma.

O coordenador da equipe, professor Humberto José Longo, destacou que as várias etapas preparatórias e classificatórias para o mundial são essenciais para desenvolver habilidades como resolução efetiva de problemas, aprimoramento do relacionamento interpessoal, autogestão, automotivação e aptidões técnicas. Ele também enfatizou que o apoio financeiro do Governo de Goiás foi crucial. “A garantia desse apoio permite que os estudantes permaneçam focados no estudo, preparação e treinamentos”, comenta.

Um dos integrantes, Gustavo Machado relatou que a intensa preparação para as competições, que inclui treinos diários de pelo menos quatro horas, exige dedicação. “O evento tem a duração de cerca de cinco horas, mas para competir no alto nível é necessário um treino intenso e diário de pelo menos quatro horas por dia. Participando eu aprendi a manter o foco, a trabalhar em equipe e descobri que conseguia competir com pessoas que pareciam inalcançáveis”.

A maratona de programação é voltada para alunos de graduação e início de pós-graduação nas áreas de Computação e afins, como Ciência da Computação, Engenharia de Computação, Sistemas de Informação e Matemática. O evento reúne estudantes em um ambiente colaborativo, onde, além de competirem de maneira saudável, podem interagir com colegas de outras instituições, demonstrar suas habilidades em resolver problemas, programar e trabalhar em equipe.

Compartilhe
Tags

Mais Lidas

Central de Finanças tira dúvidas de contribuintes no 5º Mutirão de Goiânia em 2024

Entre serviços oferecidos pela Secretaria Municipal de Finanças aos moradores da Região Noroeste estão atualização cadastral, emissão de boletos, verificação de processos e outros...

Negocie Já: Governo de Goiás renegocia R$ 1,5 bilhão em dois meses

Balanço parcial aponta participação de 80 mil contribuintes; prazo de adesão termina em 29 de julho O programa de regularização de débitos de ICMS, IPVA...

O que diz o amor

Nenhuma discussão de amor esgota o assunto. Sempre haverá o que faltou dizer ou o que foi dito a mais. Uma ponta de desentendimento...

Recentes

Relacionados