Pedro Wilson me representa

em

|

views

e

comentários

Há poucos momentos em que vi Pedro Wilson sem um sorriso no rosto e olhando atentamente nos olhos do interlocutor. Nas nossas conversas, as rugas vinham todas com a força de sua boca buscando espaço nas laterais. Pedro é esse tipo de homem, esse exemplo de político: em tudo que faz, está sua alma e o carinho inabalável de quem acolhe o outro porque reconhece e respeita o outro.

Fui aluno de Pedro Wilson. Durante um ano, fiz uma matéria com ele. Profissional o tempo todo, me ouviu, me orientou, me ensinou e me deu o impulso que eu precisava naquele momento. Compreensivo. Gentil. Nada de demonstração de poder ou de descaso em ter que conduzir, durante um ano, aquela alma penada que chegou de outra faculdade e ali teve que se render ao currículo do curso.

Jornalista formado, acompanhei o então político Pedro Wilson em vários momentos. Foram entrevistas leves e algumas duras, cobertura de reuniões tensas, eleição. Prefeito, enfrentou a difícil realidade do jogo bruto das disputas pelo poder que por fim parece ter-lhe fugido das mãos. Suas qualidades ficam nas ações e obras que identificam sua gestão. Quem reconhece, sabe. Pedro Wilson é dos que querem consertar o mundo. E o mundo está cheio de quebradores de virtudes, destruidores de sonhos.

Em tempos de ódio gratuito e verdades fabricadas por algoritmos e cérebros liquidificados, Pedro Wilson é o contraponto perfeito. Ele quer argumentar, ele quer professorar sobre a História, as histórias e culturas e identidades e empoderamentos e engajamentos e justiças sociais e construções de narrativas reais, sobre a realidade dos povos, das mulheres, da juventude, das comunidades ribeirinhas, das fábricas, dos empregos, da comida na mesa, do coração apaziguado pela beleza da vida que convive e gera riquezas espirituais e materiais para todos, sem distinção de cor, raça, de time ou de religião.

Quando colocam todos os políticos no mesmo balaio para dizer que não há quem se salve, e me provocam dizendo “não é verdade?”, digo logo que não, não é, e cito Pedro como um dos que merecem consideração à parte. Ele tem luta, tem vida, tem História para provar que política vale a pena e que vale a pena mesmo quando há políticos feito ele, com a disposição dele e com o brilho e o carisma dele. Pedro é política sobre pedra, se me perdoam a referência. Pode ventar forte, mas ele permanece ele sobre os seus fundamentos.

Pedro Wilson me orgulha e me inspira. Não lembro de ter dito isso a ele. Sempre é hora. Sei que ele me perdoa.

* Texto publicado pelo Diário de Goiás

Vassil Oliveira
Jornalista. Escritor. Consultor político e de comunicação. Foi diretor de Redação na Tribuna do Planalto, editor de política em O Popular, apresentador e comentarista na Rádio Sagres 730 e presidente da agência Brasil Central (ABC), do governo de Goiás. Comandou a Comunicação Pública de Goiânia (GO) e de Campo Grande (MS).
Compartilhe
Tags
spot_img

Mais Lidas

O velório do Bonifácio

Pois é, o Bonifácio morreu. A mídia regional anunciava o fato incansavelmente. Merecido, pois se tratava de pessoa de bem e inspiradora do respeito de todos. Eu também fui ao velório, por que não? Não por curiosidade, isso não. O Bonifácio não me era uma pessoa tão íntima, mas mesmo assim eu gostava dele. Conhecia muitos dos seus feitos em benefício do semelhante. De fato, ele gostava de ajudar os outros. Isso fazia dele uma pessoa bastante popular. Todos o conheciam ali na redondeza.

Mutirão de Aparecida no Santa Luzia inicia atendimentos diretos nesta sexta, 24

Moradores poderão usufruir de mais de 100 tipos de serviços, incluindo segunda via de certidão de nascimento, casamento e óbito, que são novidade nesta...

Governo de Goiás: veja o que abre e fecha no feriado da padroeira de Goiânia

As repartições públicas estaduais na capital fecham nesta sexta-feira e reabrem na segunda-feira. Atividades essenciais, como saúde e segurança pública, funcionam normalmente Na sexta-feira (24/05),...
spot_img

Recentes

Relacionados