spot_img

Caiado recepciona policiais que atuaram no Rio Grande do Sul e ressalta: “Goiás nunca se omitiu”

em

|

views

e

comentários

Em 11 dias, integrantes das forças estaduais de segurança realizaram 94 operações policiais e resgataram mais de 600 pessoas na região afetada pelas enchentes

O governador Ronaldo Caiado recepcionou nesta quarta-feira (29/05), em frente ao Palácio das Esmeraldas, os 44 policiais goianos que se voluntariaram para reforçar a segurança e levar ajuda humanitária aos afetados pelas enchentes do Rio Grande do Sul (RS). A iniciativa, batizada de Operação “Brasil É Um Só”, teve início no último dia 17. “Goiás nunca se omitiu de enfrentar as dificuldades aqui no estado ou em qualquer lugar do país”, ressaltou Caiado. A coordenadora do Goiás Social, primeira-dama Gracinha Caiado, os secretários de Segurança Pública, coronel Renato Brum, e Comunicação, Gean Carvalho, e outras autoridades participaram do evento.

Ao longo de 11 dias, os policiais goianos realizaram 94 ações policiais, com mais de 350 abordagens, 150 patrulhamentos motorizados e 80 náuticos. Eles também auxiliaram no resgate de mais de 600 pessoas e 11 animais; entregaram uma tonelada de alimentos e mais de 5 mil litros de água potável em áreas alagadas. O grupo ainda fez três prisões e apreendeu 40 armas de fogo, além de munições e R$ 4 mil em espécie, dinheiro proveniente do tráfico de drogas. 12 policiais penais continuam em missão no solo gaúcho.

“Vocês deram essa contribuição em um momento emergencial. Não quer dizer que a situação está resolvida, pelo contrário. Teremos ainda muito tempo para trabalhar em prol desse povo, que vai demorar para se recuperar daquela tragédia”, declarou Caiado sobre o desastre que atinge cerca de 70% dos municípios do Rio Grande do Sul. Para o governador, as enchentes no RS são a maior tragédia enfrentada pelo país após a pandemia de covid-19, afetando a população e a economia.

A equipe de voluntários contou com integrantes do Batalhão de Operações Especiais (Bope), das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), além do Comando de Operações de Divisas (COD) e do Batalhão Ambiental. Apesar do cenário de tristeza encontrado, o comandante da operação, major João Junior, afirmou que o trabalho foi concluído com sucesso. “Ajudamos muita gente, e é bom ver o reconhecimento e a gratidão do povo gaúcho. O Brasil está junto, a missão é uma só”, relatou. “Estamos à disposição para novas missões”, acrescentou.

O comandante-geral da Polícia Militar do Estado de Goiás (PM-GO), coronel Marcelo Granja, lembrou que o envio de policiais ocorreu após o registro de ondas de violência e saques às casas afetadas pelas enchentes. “Fizemos patrulhamento ostensivo e preventivo com a intenção, principalmente, de evitar que novos crimes ocorressem”, observou. “Nossa tropa, altamente treinada e especializada, contribuiu com a segurança da população e ainda levou mantimentos a quem precisava.”

Compartilhe
Tags

Mais Lidas

Central de Finanças tira dúvidas de contribuintes no 5º Mutirão de Goiânia em 2024

Entre serviços oferecidos pela Secretaria Municipal de Finanças aos moradores da Região Noroeste estão atualização cadastral, emissão de boletos, verificação de processos e outros...

Negocie Já: Governo de Goiás renegocia R$ 1,5 bilhão em dois meses

Balanço parcial aponta participação de 80 mil contribuintes; prazo de adesão termina em 29 de julho O programa de regularização de débitos de ICMS, IPVA...

O que diz o amor

Nenhuma discussão de amor esgota o assunto. Sempre haverá o que faltou dizer ou o que foi dito a mais. Uma ponta de desentendimento...

Recentes

Relacionados